Resenha: uma paixão por cultura.



 Esse livro eu peguei emprestado de uma colega minha na faculdade semana passada e acabei esquecendo de tirar algumas fotos antes de devolver. Mas vamos lá!

Acusado de não ter um mínimo conhecimento sobre cultura, ser egoísta e machista, Fábio acaba se separando de sua namorada, Maria Lúcia. Fábio é um advogado acomodado que se contenta em ficar assistindo televisão, porém nada “muito cabeça”. Se algum filme exigisse um pouco mais de atenção , desistia logo no começo.

Contudo, em uma pequena festa com alguns veteranos da faculdade em que seu amigo de longa data, Turco, trabalha, Fábio conhece Thaís, uma menina atraente, simpática e inteligente. Com uma atração imediata pela garota, Fábio tem que se passar por uma pessoa extremamente culta para conseguir conquistá-la. Com a ajuda de Turco que envia por e-mail algumas “aulas” sobre cultura, Fábio descobre outro mundo em que realmente quer fazer parte, independentemente se está junto com Thaís ou não.

Além de todo o romance que envolve a história, o livro apresenta realmente algumas aulas e dicas sobre compositores famosos, filmes conceituados e literatura. A atmosfera e essência do livro é a cultura pura. Guedes mistura alguns conceitos teóricos sobre alguns assuntos com uma história romântica tornando o livro leve e de fácil compreensão.  

Então o livro não é técnico ou acadêmico e a linguagem é bem simples. Ele tem 152 páginas, foi publicado pela editora Fundamento e foi escrito pelo advogado mineiro Carlos Eduardo Paletta Guedes. Eu li ele em um dia, então é bem fácil mesmo.

Agora a minha opinião. O livro é uma introdução sobre cultura para pré-adolescentes e adolescentes, nada mais. Se você já tiver alguma noção de cultura vai achar o livro bem fraquinho. Agora se você for um Fábio da vida, a leitura é bem interessante.

Entretanto, você não pode ler o livro e parar por ai. A história é uma breve introdução sobre o assunto, aliás são apenas 152 páginas, não tem como fazer um estudo mais aprofundado sobre cultura em um livro desse tamanho, né?

Eu recomendo esse livro para quem está entrando ou querendo entrar nesse universo mais "culto". Mas vale lembrar que não é só porque você escuta Debussy que você é culto. Ser culto é saber um pouco de tudo e saber interpretar as coisas. Não é só porque um livro, música, teatro ou qualquer outra coisa é nova e não tem muito sucesso que é ruim e não merece respeito. Cultura é acima de tudo não julgar antes de conhecer e  criar esteriótipos.

Espero que tenham gostado!
Eu fiquei um tempo sem aparecer por aqui e sem postar lá no Oh, Honey Pie! . Mas estou de volta! Desculpa pela sumida haha


Au revoir
Heloisa. xx





3 comentários:

  1. Parece muito bom, curti sua resenha!!
    super beijo

    Mania de Bruna
    @ManiaDeBruna

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Bruna!
    Beijinhos. :)

    ResponderExcluir
  3. Gostei do livro queria mais livros sobre música, cultura em geral..

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e deixar sua opinião, mas sempre mantendo o respeito.
Comentários apenas para divulgação não serão aceitos, obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...